Nun-Vav-Nun

nun-vav-nun

A letra Nun é a 14ª letra do Aleph-Bet, tendo o valor numérico de 50. O pictograma Nun é algo como uma semente, enquanto que a escrita hebraica clássica (Ketav Ashurit) é construída de um Vav dobrado com uma coroa como um Zayin. No judaísmo, a raiz da palavra Nun significa “peixe”. De acordo com os Chaz’l (sábios), NUN é dito representar tanto a fidelidade e a recompensa pela fidelidade. Moisés, por exemplo, é visto como o humilde servo paradigmático do Senhor. A palavra “Nun” em si é soletrada Nun-Vav-Nun(final) e parece como se segue:

Fazendo a leitura da direita para a esquerda: primeiro temos NUN, representando uma pessoa humilde, curvada. Em seguida VAV representando a pregação e o recebimento da Sabedoria de Deus (HOCHMA – VAV é o Caminho que conecta Hochma a Chesed) e finalmente o NUN Sofit (o Nun usado no final da frase) que representa o humilde agora de pé. Rashi disse que esta ortografia sugere que aquele que é humilde diante de Deus vai ficar de pé no final do dia. No olam hazeh (vida atual), isto significa que tzaddik (justo), simultaneamente, afirmará: “Eu não sou nada além de pó”, e “o próprio mundo foi feito por minha causa.” Humilha-te perante os olhos do SENHOR, e ele vos exaltará (Tiago 4:10). NUN-VAV-NUN Também faz paralelo com a história de Jesus como ela nos é contada: o messias humilde é pregado na cruz (VAV também significa “prego” tanto no verbo pregar quanto no substantivo prego) e ao final do processo renasce em ascenção. Dentro da Árvore da Vida, temos que a humildade e o amor estão diretamente ligado a NETZACH e após o sacrifício, a ressurreição se dará em TIFERET, que são justamente os dois Caminhos que esta letra conecta. A palavra Nun também significa “propagar”, “multiplicar”, o que explica em muita coisa um dos principais milagres atribuídos a Jesus: a multiplicação dos peixes. O primeiro NUN representa a pessoa que abdica do ego para passar adiante a palavra de uma verdade maior que ela. Essa “pregação” está representada na forma da letra VAV e finalmente temos o NUN final que traz o resultado dessa multiplicação de idéias verdadeiras.


Infelizmente, a religião usurpou para si o conceito de “verdade” e distorceu esta atribuição da letra NUN para servir a seus próprios interesses, mas podemos ver que a palavra NUN pode servir muito bem para indicar o CIÊNCIA ou o conhecimento científico, pois a cada descoberta feita por um pesquisador ou cientista, este faz o anuncio de maneira “humilde” (ou seja, não apelando para sua autoridade, mas sim para a verdade em suas palavras).


Esta “pregação” (feita na forma da publicação em periódicos científicos, que vai multiplicar sua voz de modo que muitos a escutem, testem e verifiquem se é ou não é verdadeira). Caso seja verdadeira, ao “final do dia”, ou seja, na conclusão, o NUN final indicará que a teoria está aceita pela comunidade como sendo uma verdade que se somará à sabedoria adquirida. – Do livro “Kabbalah Hermética”, de Marcelo Del Debbio

91 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo