top of page

Introdução ao Chi Kung

Literalmente, Chi Kung significa: CHI= “Energia Vital”; KUNG= “Habilidade”, podendo ser escrita também em uma transliteração mais moderna (Pinyin): Qigong.

O Chi Kung é uma prática chinesa que visa a desenvolver e desbloquear o sistema energético do ser humano. Utilizado modernamente mais como prática terapêutica, ele também é muito aplicado nas artes marciais. Ele consiste em técnicas executadas com ou sem movimento corporal, utilizando-se a respiração controlada e a visualização para seus vários objetivos, que diferem de escola para escola.

A prática de qualquer tipo de treinamento energético é extremamente benéfico para o terapeuta, que usa sua energia para harmonizar os pacientes quer seja pela Acupuntura, quer pela Massagem ou outra técnica. Nas artes marciais, proteger-se e atacar utilizando-se o Chi Kung é extremamente eficaz.

Saber repor essa energia, mantê-la limpa e proteger-se de invasões do Chi Turvo é fundamental para a boa atividade tanto do terapeuta quanto do artista marcial e das pessoas comuns. Hoje em dia é cada vez maior o número de pessoas que procura os benefícios do Chi Kung, desde donas de casa até profissionais liberais, executivos e atletas.

Como Funciona Nosso corpo é percorrido por correntes de Chi denominados de “Meridianos” e possui íntimo contato com o meio ambiente através do que os chineses antigos chamavam de “Equilíbrio Céu-Homem-Terra”. Constantemente adquirimos Chi do ar que respiramos e dos alimentos que ingerimos e o usamos em nossas funções corporais e atividades diárias.

Dependendo dos fatores ambientais ou internos do praticante, pode haver um desequilíbrio nesse jogo de forças, quando ocorrem então as “doenças”.

Através da prática regular de Chi Kung podemos não apenas manter esse equilíbrio em um nível ótimo mas também ampliá-lo cada vez mais, atingindo níveis energéticos superiores aos obtidos anteriormente, promovendo o rejuvenescimento do corpo e aquisição de habilidades fenomenais para uso em terapias ou artes marciais

Tipos de Chi Kung

1- Terapêutico: forma tradicional de Chi Kung. Utilização de seus exercícios para melhorar a saúde e promover a longevidade do praticante. Seus reflexos se mostram apenas a quem os pratica.

2- Marcial: utilização do Chi Kung em combate. Pode ser de dois tipos:

Defensivo, quando o Chi acumulado é utilizado para aumentar a resistência da pele, ossos e articulações (Ex. Camisa de Ferro) Ofensivo, quando o Chi é projetado contra o oponente a fim de causar danos que o impeçam de prosseguir o combate (Ex. Palma de Ferro)

3- Curativo: é a modalidade no qual o Chi é projetado do terapeuta para o paciente, harmonizando o sistema energético desse último. Nesse caso, quem usufrui dos benefícios do Chi Kung é o paciente e não o praticante.

Cuidados na Prática do Chi Kung

Por lidar fortemente com o Chi tanto do meio-ambiente quanto de nosso corpo, o praticante de Chi Kung deve tomar alguns cuidados:

> Ficar de costas para uma parede ou vegetação (proteção do sistema energético por invasão de vento) > Treinar preferencialmente pela manhã (entre 7:00 e 11:00h) > Evitar treinar entre 11:00 e 13:00h (horário do Meridiano do Coração) > Procurar lugares tranqüilos e, se possível, com pouca poluição e ruídos > Evitar roupas apertadas ou que incomodem. > Começar sempre pela concentração e tranqüilização da mente (estado de Wu Chi)

148 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page