Charlatões do amor

Atualizado: 20 de abr.


A revista VejaSP desta semana, em reportagem de capa, presta um bom serviço ao expor os clichês usados por “astrólogos”, “tarólogos”, “pais de santo” e todo tipo de videntes para faturar pesado com as agruras amorosas de pessoas desesperadas.

E como podem faturar, porque cobram: além das consultas, sete dos dez videntes cobraram valores de R$500 a R$3.000 para trabalhos extras, sem os quais diziam que os clientes sofreriam terrivelmente. “Nos próximos dias, um acidente de carro deixará a pessoa amada em coma”, vaticinou dona Catarina. “Você vai atropelar duas menininhas, e isso pode acabar com a sua vida”, ainda previu. Tragédias que poderiam ser evitadas em 24 horas com um trabalho de R$588.


A excelente matéria está disponível na íntegra: Charlatões do amor.

#Fraudes

0 visualização0 comentário