top of page

A vontade em Thelema: A vontade finita e infinita

Atualizado: 7 de abr. de 2022

Faça o que tu queres há de ser o Todo da Lei

O objetivo central de Thelema é a descoberta e a realização da Verdadeira Vontade. Pode-se dizer que há dois aspectos da vontade que devem ser descobertos, a vontade finita e a vontade infinita, sendo ambas necessárias. Aleister Crowley escreve em “De Lege Libellum”: “A maior prisão de todas é a ignorância. Como poderá um homem ser livre para agir se ele não conhece o seu próprio propósito? Vós deveis, portanto, antes de tudo, descobrir qual estrela sois dentre todas as estrelas, vossa relação com as outras estrelas à vossa volta, e a vossa relação e identidade com o Todo. Em nossos Santos Livros são fornecidos diversos meios para realizar esta descoberta, e cada um deverá fazê-lo por si, alcançando a convicção absoluta através da experiência direta, e não meramente raciocinando e calculando o que é provável. E a cada um virá o conhecimento da sua vontade finita, pela qual um é poeta, outro é um profeta, um trabalha na siderurgia, outro com jade. Mas também, para cada um, que haja o conhecimento da sua Vontade infinita, seu destino de realizar a Grande Obra, a realização do seu Verdadeiro Ser”.


A vontade infinita está, portanto, ligada à Grande Obra, indo além do Nephesh (corpo) e do Ruach (mente) para alcançar o Ser Secreto no Triângulo Supernal (Neshamah-Chiah-Yechidah). Ela está inteiramente removida da nossa posição terrena, nossas inclinações e nossas percepções e a percepção desta Verdade está aberta a todos.É o objetivo do Yoga – a dissolução completa no Infinito, no Amado – e é também o fim de toda Magia verdadeira, sendo direcionada para o Conhecimento e a Conversação do Santo Anjo Guardião.

Enquanto a vontade infinita nos une com essa identidade, que é essencial e uma expressão diversa de cada estrela, a vontade finita nos define como uma estrela em particular em relação com outras estrelas em toda a extensão do Espaço. Crowley escreve em “Liber ThIShARB”, que é um livro dedicado à prática da memória mágica: “Este livro não se destina à condução à realização suprema. Ao contrário, seus resultados definem o [que é o] ser separado do Adepto Isento do resto do Universo e descobrem sua relação com esse Universo”. A vontade finita, portanto, se refere ao karma do indivíduo particular – seu ponto específico no espaço e no tempo – onde cada pessoa tem sua própria vontade diferenciada e única para seguir. Este é o aspecto de si onde se descobre ser poeta, profeta, trabalhador siderúrgico ou qualquer outra coisa.

Para encontrar nossa Vontade completamente devemos então tanto executar a Grande Obra de conhecermos a nossos Verdadeiros Eus para além de toda a manifestação, quanto compreender como nossa estrela particular se manifesta. Para nos tornarmos verdadeiramente Um, devemos nos tornar ambos Nenhum e Dois.

Link original: https://iao131.com/2010/05/10/finite-and-infinite-will/ Tradução: Mago implacável Revisão M. Patalógica

33 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page