top of page

A Máquina Humana

O Homem tem inventado milhares de máquinas complicadas e difíceis, e bem sabe que para servir-se de uma Máquina, precisa-se algumas vezes, de longos anos de estudo e aprendizagem. Porém quando se trata de si mesmo esquece totalmente deste fato, ainda mesmo que seja a dele a máquina mais complicada de todas.

A Máquina Humana não tem liberdade de movimentos, funciona unicamente por múltiplas e variadas influencias e choques exteriores. Pode-se levar esta máquina da alegria a tristeza em segundos, com uma palavra bela, toca-se o orgulho e esta sorri satisfeita, ao ouvir uma palavra que desagrada, como se tivéssemos pressionado um botão vem a tristeza, o desânimo. Uma Máquina é formada por sistemas, onde cada parte cumpre com uma função especifica, os quais todos estão interligados. Possuímos Cinco Centros na Máquina Humana, são estes:

  1. O Intelectual que se encontra no cérebro;

  2. O 2º sendo o centro Motor, localizado na parte superior da espinha dorsal;

  3. O 3º conhecido como Emocional que se localiza no plexo solar;

  4. O 4º chamado Instintivo, encontrado na parte inferior da espinha dorsal;

  5. Oo 5º é o centro Sexual, localizado nos órgãos sexuais.

O Centro Intelectual tem como função processar os pensamentos e raciocínios e tem como dualidades opostas a Afirmação e Negação, Tese e a Antítese, Sim e Não. É desgastado por leituras prolongadas, excesso de pensamentos e ociosidade. É equilibrado pela Meditação, leitura de algo útil, que se possa praticar. O Centro Motor tem como função coordenar os movimentos, as ações físicas, tem como dualidade o Movimento e Repouso. É desgastado pelo excesso de movimentos, a inércia, bem como por hábitos nocivos e mecânicos. É equilibrado quando fazemos caminhadas, relaxamento, natação e exercícios equilibrados. Vemos que muitas pessoas utilizam o centro motor de forma exagerada, fazendo em alguns casos que deixe de funcionar, da mesma forma o sedentarismo que atrofia músculos e causa uma série de danos ao organismo. O Centro Emocional tem como função processar os sentimentos e emoções, tem como dualidade a Alegria e a Tristeza. É desgastado por emoções negativas, conflitos, sentimentalismos, músicas desarmônicas. É equilibrado com músicas harmônicas, inspiração, paisagens naturais, correta respiração. Vemos casos de pessoas que de tanto receber fortes estímulos a nível emocional, deixam de sentir emoções, e cada vez precisam de aventuras mais perigosas, alguns chegando a expor sua vida em busca de algo que lhe de alguma sensação, eis a morte do centro emocional. O Centro Instintivo coordena as funções de assimilação, digestão, circulação e outros no organismo, tem como dualidade sensações de Prazer ou Dor, agradáveis e desagradáveis que estão relacionadas com os cinco sentidos: ver, ouvir, tocar, cheirar, degustar. É desgastado pelo excesso de toda índole, desequilibro alimentar e do sono, descontrole dos impulsos instintivos. É equilibrado com alimentação balanceada, bom descanso, exercícios equilibrados e outros. O Centro Sexual tem como função a criação e a regeneração, tendo como dualidade a Atração e a Repulsão. É desgastado pelo desequilíbrio dos centros anteriores, abuso sexual, má utilização das energias criadoras. É equilibrado pelo equilíbrio dos demais centros, exercícios respiratórios e sábio manejo das energias sexuais. Bem vemos que uma pessoa que tem preocupações a nível intelectual, problemas a nível emocional, cansaço no centro motor, alguma doença que influa no próprio instinto, ou abusos no centro sexual, não conseguem utilizar o centro sexual, demonstrando que o mal uso dos centros influencia diretamente na parte sexual. Os outros centros chegam a roubar energia do centro sexual quando a deles se esgota, mas por ser uma energia de voltagem muito diferente, vem a causar dano a estes centros. Um centro não deve ser utilizado por mais de duas horas seguidas, pois vem um desgaste e este deixa de atuar de forma adequada. Bem vemos uma pessoa que de tanto pensar e raciocinar sobre um problema não consegue resolve-lo, e uma pessoa que chega, não estando anteriormente utilizando este centro, resolve o problema com tamanha facilidade. Quando um centro está cansado, devemos utilizar os outros centros. Por exemplo, se uma pessoa está emocionalmente abalada, pode utilizar os centros motor e instintivo, fazendo uma caminhada forçada. Caso o problema for o cansaço do centro Pensante, pode utilizar os centros emocional e motor, ouvindo uma música ou quem sabe caminhando e admirando uma paisagem. Centro

Função

Localização

Características OpostasIntelectual

Pensamentos e Raciocínios

Cérebro

Afirmação / Negação

Motor

Movimentos e Hábitos

Alto da cabeça (nuca)

Movimento / RepousoEmocionalEmoções e Sentimentos

Plexo solar

Alegria/TristezaInstintivo

Orgânicas e Vegetativas

Cóccix

Prazer / DorSexualCriação e Regeneração

Aparelho sexual

Atração / Repulsão

Comumente nossos agregados psicológicos manejam esta máquina humana, fazendo com que a mesma sofra uma série de desgastes que fazem com que o homem venha a ter menos tempo de vida, já que uma vez esgotado totalmente o capital vital que possui determinado centro, este deixa de atuar. Por exemplo, existem pessoas que perdem o movimento, relacionando-se ao uso extremo deste centro; quantos loucos abundam nos manicômios, fruto do uso indevido do centro pensante.

É urgente que deixemos de ser Máquinas e nos convertamos em Homens Verdadeiros.

76 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Reflexão

bottom of page